No ar
Jornal Primeira Capital 2ª edição
Quinta, 18 de outubro de 2018
(89) 3462-1200 / (89) 99410-9321
Geral

28/05/2018 ás 16h09

6

/

Forças Armadas vão desbloquear Terminal de Petróleo em Teresina
Forças Armadas vão desbloquear Terminal de Petróleo em Teresina

As Forças Armadas vão intervir para a retirada dos manifestantes que estão obstruindo a entrada do Terminal de Petróleo, na zona sudeste de Teresina. De acordo com a coronel Julia Beatriz, comandante do gerenciamento de crises da Polícia Militar, ficou decidido que o restabelecimento do abastecimento será feito com ou sem negociação. Além dos caminhoneiros, protestam também motoristas de aplicativo e motoristas de ônibus particulares. Este é o sétimo dia de protestos no estado.



 



“O que ficou decidido é que nós vamos reestabelecer o abastecimento. Isso aí desde o começo, ou através da negociação ou através de outros meios. Eu estou tentando mostrar para eles essa necessidade que já está sendo feita no Brasil todo. O Piauí não pode ficar fora disso”, afirmou.



 



“A gente está mostrando para eles que o embate trabalhador e trabalhador é desnecessário, porque vai acontecer”, continuou a coronel, que afirmou que neste momento policiais estão fazendo o planejamento da ação. “Agora a gente vai programar direitinho para agir. A gente tá vendo porque tem criança”, afirmou.







Alguns manifestantes carregavam faixas pedindo intervenção militar. A coronel Julia tentou explicar aos manifestantes que caso houvesse uma intervenção, não seria possível sequer realizar greves. Ao ser questionada sobre a vinda das Forças Armadas, a gerenciadora de crise confirmou: “Estão vindo fazer a intervenção que eles estão pedindo”.



 



Caminhoneiros querem ceder



Ainda de acordo com a coronel Júlia Beatriz, a maioria dos caminhoneiros querem voltar logo ao trabalho, mas estão sendo impedidos por manifestantes. “Os caminhoneiros estão tranquilos, estão é querendo sair, porque já estão muito tempo afastados de casa, sem rodar, sem receber, sem nada”, afirmou.



 



Tensão



A coronel disse ainda que os manifestantes que estão na frente do Terminal de Petróleo não são as mesmas do início do protesto e afirmou elas têm o intuito de tencionar a situação. “As pessoas que estavam aqui desde o começo do movimento não são essas que estão aqui hoje. Lhe digo porque estou acompanhando desde o início e não são as mesmas pessoas. Então chegou um pessoal para tencionar e realmente tencionou, porque os outros já saíram”, disse Julia Beatriz.



 



Governo



Questionada sobre a ausência de membros do Governo, a coronel foi enfática ao explicar que a Polícia Militar do Piauí trabalha neste momento como representando do Governo e que está fazendo seu papel ao garantir os direitos da população.



 



“A gente é representante do Governo. Quem está aqui representando o Governo somos nós, para dar garantia que todos tenham o direito garantido. Se eles quiserem se manifestar, eles podem se manifestar, mas eles não podem impedir que o direito das outras pessoas não seja garantido, que é o que está acontecendo. Você tem combustível no seu carro? Não tem, está todo mundo reclamando. O direito da coletividade não pode sobrepor da minoria como está aqui”, concluiu a coronel Julia.


FONTE: GP1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium